CBV anuncia mudanças na diretoria que comandará o vôlei até a Olimpíada

14.01.2014 | 17h22

 

Da redação, no Rio de Janeiro (RJ) – 14.01.2014

O presidente da Confederação Brasileira de Voleibol (CBV), Walter Pitombo Larangeiras, conhecido como Toroca, apresentou nesta segunda-feira (13.01) o novo organograma da entidade, com a definição da equipe de gestão que conduzirá o vôlei brasileiro até os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, em 2016.

Marcos Pina, que assumiu o cargo de superintendente geral da CBV em setembro do ano passado, segue à frente do time. Os demais gestores assumem, agora, a posição de diretores, subdivididos por áreas.

A principal novidade é a chegada de Radamés Lattari, técnico da seleção masculina na Olimpíada de Sydney/2000, como diretor de eventos. Também fazem parte da equipe de gestão: Paulo Márcio (seleções), Marcelo Wrangler (vôlei de praia), Renato D’Avila (competições nacionais) e Carlos Luiz Martins (relações externas).

Com o novo organograma, Toroca completa o novo quadro de comando da CBV. Na semana passada, a presidência já havia anunciado a composição final do Comitê Gestor da Superliga, formado por Renan dal Zotto (que também será o gestor institucional e de marketing da entidade), Leila Gomes, Luiz Eymard e Renato D’Avila, sendo liderada por Marcos Pina.